Pesquisar neste blog

sábado, 26 de fevereiro de 2011

SUS divulga lista de plantas medicinais.

Objetivo da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS é fomentar a produção de fitoterápicos no país
Recentemente, o Ministério da Saúde divulgou a Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (Renisus), composta por 71 espécies. A ideia é orientar pesquisas e estudos, com o objetivo de ampliar a lista de medicamentos fitoterápicos disponíveis na assistência farmacêutica básica em todo o país. Dentre as espécies medicinais de interesse do SUS, estão algumas já usadas pela sabedoria popular e agora confirmadas cientificamente, como a alcachofra (para distúrbios de digestão), a aroeira da praia (para inflamação vaginal) e a unha-de-gato (para dores articulares).



De acordo com a legislação sanitária brasileira, fitoterápicos são os medicamentos obtidos exclusivamente a partir de matérias-primas vegetais. Os fitoterápicos utilizados pelo SUS (derivados de espinheira santa, para gastrites e úlceras, e de guaco, para tosses e gripes) são aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), o que garante a segurança da população.
Das 71 espécies da lista do SUS, oito já foram aprovadas e estão sendo distribuídas na rede pública de saúde: alcachofra, aroeira, cáscara sagrada, garra do diabo, guaco, isoflavona da soja e unha de gato.
O viveiro do Instituto Brasileiro de Florestas também comercializa algumas das espécies da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS. São elas: pata de vaca, mulungu, pitanga, jurubeba, goiaba, aroeira pimenteira e ipê roxo. Para mais informações, acesse www.clickmudas.com.br ou ligue para (43) 3324-7551.
Confira a lista de plantas medicinais de interesse do SUS no Menu Páginas no topo do blog.
Com informações de Diário da Saúde

Postagens populares

Fechar

Quer ganhar um dinheiro extra?

Parceiros e Amigos: